Pela primeira vez em Alvorada, o Centro de Teatro do Oprimido, do Rio de Janeiro, realiza uma oficina gratuita à comunidade neste domingo, 16 de agosto, das 15h às 18h, na Escola de Capoeira Mandinga (Rua Fernando Riet, 522 – Vila Americana). O projeto tem o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Tendo como oficineiro John Conceição, alvoradense do bairro Tijuca que atua hoje como assistente de Curinga* do Centro de Teatro do Oprimido. A oficina consiste na apresentação dos princípios básicos da teoria do Teatro do Oprimido. Além disso, haverá a experimentação prática do método, através de jogos e exercícios do arsenal e da Estética do Oprimido e criação de uma cena de Teatro Fórum.

O Teatro do Oprimido foi fundado pelo dramaturgo Augusto Boal, no Rio de Janeiro, em 1986, dedicando-se a pesquisar formas teatrais que pudessem ser úteis para pessoas oprimidas, baseando-se no princípio de que o ato de transformar é transformador, criando condições para ultrapassarem o papel de consumidores de bens culturais e assumirem a condição de produtores de cultura e de conhecimento.

*Curinga é a terminologia criada por Augusto Boal para definir a função de facilitador e especialista em Teatro do Oprimido.