Com o tema“Lideres pelo fim da tuberculose”, A secretaria Municipal de Saúde, apresentou neste dia 19, de março as ações alusivas ao Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose, que ocorrerão entre os dias 19 e 28/3, com a seguinte programação:

19/03- Busca de Sintomáticos Respiratório nas instituições de longa permanência (asilos e dependentes químicos), moradores de rua, e palestra nas salas de espera das UBS. Nas instituições serão orientada, as equipes e moradores. Distribuição de material informativo, audiovisual e coleta de escarro.
21/03 – Continua a busca de Sintomáticos Respiratórios nas instituições.
Campanha no transporte público, com 5 duplas de Agentes comunitários, informando sobre a doença e distribuindo material informativo. Cartazes fixados nos ônibus da VAL e SOUL .

28/03- Dia D, com atividades na barraca da tuberculose na praça central, PAM e todas as UBS e sinaleira da 48 (8+30 as 12 horas). Serão realizadas palestras a população, orientações, distribuição de material informativo e coleta de escarro para diagnóstico da doença.
Apartir do dia 19 serão intensificadas as ações , nas regiões de maior índice em Alvorada ( Umbú, Algarve, Pam, Piratini, Campos verdes, Intersul e Formosa.

A secretária de Saúde, Neusa Abruzzi, pede para que a população procure as Unidades e Postos de Saúde mais próximos caso apresente os sintomas da doença.

“O primeiro passo é buscar  a UBS mais próxima para ter o diagnóstico precoce, facilitando assim o tratamento. Além disso esse trabalho de informação já é realizado pelos agentes comunitários de saúde em relação à tuberculose que atuam na detecção precoce dos sintomas e encaminham os pacientes para o tratamento. Esse trabalho tem dado ótimos resultados no controle da doença, pois esses profissionais, além de capacitados para tal ação, estão inseridos na comunidade e conhecem todos os usuários assistidos por eles”. Comentou Neusa

Em Alvorada o trabalho de prevenção tem como  Coordenadora  do PMCT,  Élida Larronda

O Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose tem como objetivo é conscientizar todos os países sobre o impacto da doença no mundo e falar sobre prevenção e controle. Apesar de curável, a doença está atrás apenas do HIV/AIDS em casos de fatalidade causada por um único agente infeccioso.

Texto:Fábio Medeiros