A primeira etapa consiste na medição e no diagnóstico do Arroio Feijó

 

Desde o final de maio, o município conta com os estudos de concepção e anteprojeto de engenharia de Proteção contra as cheias do Rio Gravataí e afluentes em Alvorada e Porto Alegre. Essa primeira etapa do processo, prevista para encerrar em novembro, foi prorrogada em função do grande volume de chuva nos últimos meses. Conforme a engenheira da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), Paula Pinto, o trabalho inicial deve seguir até fevereiro de 2016.

Os estudos, realizados ao longo do Arroio Feijó, englobam os serviços de diagnósticos e levantamento de campo, como topobatimétricos (que visa determinar a modelagem do relevo do terreno submerso), aerofotogramétricos (que visa determinar a modelagem do relevo do terreno não submerso) e o perfil do Rio Gravataí e de arroios vizinhos. As primeiras impressões, dos engenheiros da Metroplan, apontam para a construção de um dique. Essa obra deve conter as cheias que costumeiramente, quando ocorrem fortes precipitações, atingem os moradores dos bairros Americana, Nova Americana, Vila Barcelos, entre outras localidades.

O Plano Nacional de Gestão de Riscos e Respostas a Desastres Naturais, que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC2), contemplou o Estado do Rio Grande do Sul, por meio da Metroplan, em 2012 com os recursos do Ministério das Cidades. A verba é destinada para construir uma obra de prevenção de cheias nos municípios atingidos. Os trabalhos estão divididos em três fases. A primeira etapa: estudos de concepção e anteprojetos de engenharia; a segunda etapa: estudos de impacto ambiental e simulações de cheias e a terceira etapa: projeto executivo e execução da obra.

O projeto do Dique de Alvorada, no Arroio Feijó, é considerado um dos maiores feitos da história do município. A obra tem cerca de 20 quilômetros de extensão e a previsão de investimentos é na ordem de R$ 228 milhões.

Saiba mais:

  • No dia 1º de julho de 2015, a Prefeitura de Alvorada, Metroplan e STE – Serviços Técnicos de Engenharia S.A apresentaram o cronograma de trabalho para a realização do projeto popularmente conhecido como Dique de Alvorada.
    As etapas da obra foram explicadas para a comunidade durante audiência pública promovida no gabinete da Prefeitura de Alvorada.
  • Quinzenalmente um grupo de trabalho faz reuniões para discutir o andamento dos estudos para o projeto. Depois da definição de qual projeto de engenharia será feito, será possível precisar o prazo da obra.
  • Dique é uma obra de engenharia que tem como finalidade de manter determinadas localidades fora de risco contra inundações. Ou seja, de impedir a passagem de água de mares, lagoas ou rios para porções secas, geralmente cidades ou estradas. Sua estrutura pode ser de concreto, de terra ou de enrocamento (pedras).