A a Lei Municipal Nº 3030 sancionou na última segunda-feira, 21 de novembro,  que regula o acesso às imagens da central de videomonitoramento. Além dos ajustes legais para colocar a central em funcionamento, a administração municipal realizou a implantação de fibra ótica para dar operacionalidade ao sistema e instalou mais 13 câmeras, totalizando 17 equipamentos em pleno funcionamento. Guardas municipais, que deverão operar os equipamentos, participaram de capacitações para que possam atuar na central.

Com a implantação da Lei, fica instituído o videomonitoramento do espaço público, a operação dos sistemas de alarmes em prédios públicos municipais e coordenação da comunicação da Guarda Municipal com os demais órgãos de segurança de Alvorada. As câmeras da central estão espalhadas por pontos estratégicos, conforme definido pela Brigada Militar.

As câmeras

Como a transmissão das câmeras é feita por cabos de fibra ótica, as imagens captadas não terão problema de delay (atraso). As câmeras possuem um campo de alcance de 360º, num zoom de 36 vezes, que pode aproximar uma ação que esteja em média a um quilômetro de distância. O investimento, que já inclui a manutenção de um ano, é de R$ 250 mil.