Na última sexta-feira (31), o prefeito José Arno Appolo do Amaral, acompanhado pela Secretária Municipal da Saúde Neusa Abruzzi, firmaram o compromisso do Município participar do Estudo Longitudinal do Primeira Infância Melhor (PIM). O impacto do Primeira Infância Melhor (PIM) na vida das milhares de crianças acompanhadas pelo programa será conhecido a partir de uma pesquisa inédita no campo das políticas públicas do Brasil.

Este estudo pretende verificar os efeitos do PIM a curto e longo prazo em aspectos relativos ao fortalecimento das competências familiares, promoção do desenvolvimento infantil e acesso à rede de serviços e será desenvolvido em municípios em ênfase de implantação ou expansão das áreas de atendimento do PIM.

Na oportunidade o chefe do executivo parabenizou a todos pelo trabalho realizado no município de Alvorada. “Parabéns aos profissionais que diariamente realizam este trabalho. Me sinto orgulhoso de ter em nossa cidade, pessoas como vocês, que diariamente deixam suas casas e se dedicam a melhorar a vida do nosso povo alvoradense”. Finalizou Appolo.

Saiba mais:

O “Estudo Longitudinal do Programa Primeira Infância Melhor”, já iniciado em algumas cidades do estado, pretende avaliar cerca de três mil crianças gaúchas de até três anos de idade, abordando aspectos do desenvolvimento motor, intelectual, social, emocional e de linguagem, além de questões de saúde, educação e inserção no mercado de trabalho.

Essa pesquisa é essencial para qualificar o PIM e contribui na criação e implantação de políticas públicas voltadas à primeira infância. O estudo, que prevê resultados iniciais nos primeiros anos de aplicação, é resultado de parceria da Secretaria Estadual da Saúde (SES), Centro de Aprendizagem em Avaliação e Resultados para o Brasil e a África Lusófona da Fundação Getulio Vargas (FGV EESP Clear), Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A pesquisa possui diferentes etapas e inclui um workshop (seminário prático) com pesquisadores da FGV EESP Clear para uma explicação detalhada sobre a pesquisa e definição da região de coleta de dados.

Em Alvorada, o PIM é coordenado pela professora, Elisabel Siqueria.

Texto: Carina Soares / Edição e Revisão: CCS / Fotos:Divulgação