Na manhã desta terça-feira (06) aconteceu no Salão Nobre da Prefeitura a assinatura do convênio para a implantação da Casa Abrigo que visa cuidar dos casos de violência contra a mulher em Alvorada.

O “Projeto Reconstruindo Vidas” tem como objetivo acolher mulheres, crianças e adolescentes em situação de violência, empoderar e informá-los sobre seus direitos.

O evento contou com a presença do Prefeito José Arno Appolo do Amaral que destacou a importância do espaço: “Foi um trabalho feito em conjunto. Teremos um local para acolher as mulheres graças ao apoio da rede de proteção que se cria neste momento. Hoje é um grande dia para nosso Município”.

Caracterização do serviço: Oferecer acolhimento provisório, por até 180 dias, podendo ser prorrogado a depender do caso, para mulheres acompanhadas ou não de seus filhos, em situação de risco de morte ou ameaças em razão da violência doméstica e familiar, demais violências causadoras de lesão, sofrimento físico, sexual, psicológico ou dano moral.

Os encaminhamentos durante a semana serão feitos por meio do CREAS Centro de Referência Especializado Assistência Social e nos finais de semana nas delegacias do município.

Maiores informações pelo telefone 3411-1345.

A rede de proteção é composta pelo Poder Judiciário, Ministério Publico, Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher de Alvorada (DEAM) e Prefeitura de Alvorada por meio de suas Secretarias Municipais.

Também estavam presentes na cerimônia os Secretários Municipais, do Trabalho Assistência Social e Cidadania, Alexandre Lobão; Coordenadora do CREAS Alvorada, Simone Falcão; Planejamento e Habitação, Vladimir Massa; Marcelo Machado, Fazenda; José Luiz Correa, Planejamento e Orçamento; Viviane Dutra, Educação; representando o poder legislativo os vereadores Airton Pacheco e Gerson Luis; representando o Conselho Estadual de Politicas Públicas para a Mulher, Rejane Brum; Carolina Terres, Delegada Titular da Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher de Alvorada (DEAM); Camila Louis, Coordenadora do Centro Regional de Abrigamento para a Mulher / Fundação La Salle; Lucinei Anauer, Coordenador Geral da Fundação La Salle; Rosa Feijó, Conselho Municipal de Políticas Públicas para a Mulher; a diretora dos Direitos Humanos do Município, Lúcia Heibtke; Fernanda Maciel, Conselheira Tutelar; além de representantes do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e Centro da Juventude de Alvorada.

 

Texto: CCS / Fotos: Eduardo Porto