Anúncio foi feito em coletiva de imprensa com reitor do IFRS

Durante a manhã desta quarta-feira, 23 de março, ocorreu uma Coletiva de Imprensa com o novo reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande Sul (IFRS) Campus Alvorada, Osvaldo Casares Pinto, na Sala de Reuniões do COMDICA. Entre os temas da coletiva esteve a história Do IFRS, como ocorre o funcionamento do Instituto, a fase final de implantação do IFRS em Alvorada, que deve ser inaugurado em agosto, e da importância do instituto como uma ferramenta inclusiva. Também participaram da conversa o Diretor-geral do Campus Alvorada, Prof. Fabio Marçal, e a responsável pela construção do campus em Alvorada, a engenheira Jozélia Assunção Fernandes.

Osvaldo Casares Pinto reforçou a importância do IFRS estar em cidades como Alvorada, que não são consideradas grandes centros e que normalmente não recebem grandes polos educacionais. Além disso, Osvaldo reforçou o papel social do IFRS. “O IFRS é uma instituição inclusiva, que aplica as leis das cotas com reserva de vagas de 50% para estudantes oriundos das escolas públicas. Dentro desses 50%, metade é pra quem possui baixa renda – pessoa que possui renda per capita de 1,5 salário mínimo”, frisou o reitor. O IFRS também oferece 5% de vagas para deficientes, e os 45% restantes para acesso universal.

O andamento da obra da instituição de ensino também entrou em pauta, e o diretor-geral Fábio contou que a obra está dentro do cronograma: “A nossa obra está cumprindo o cronograma desejado, o que significa que logo estaremos com a sede definitiva em pleno funcionamento”. Além disso, Marçal lembrou que com a conclusão da obra, vão aumentar o número de vagas já ofertados pela IFRS no município. Após a implantação do campus, o objetivo é de que ocorra a verticalização – que seria permitir que o estudante faça o ensino médio no IFRS, junto de um curso técnico subsequente, uma graduação tecnológica e até uma pós-graduação.

Campus Alvorada funciona em sede provisória

Atualmente, o campus Alvorada possui 120 estudantes, e funciona numa sede provisória, cedida pela Prefeitura de Alvorada, localizada no Centro de Educação Profissional Professor Florestan Fernandes (rua Vereador Lauro Barcelos, 285, bairro Água Viva). Entre os cursos oferecidos que já foram realizados, estão: Agente Cultural da Formação Inicial e Continuada (FIC) do Pronatec Cultura; Língua Brasileira de Sinais (Libras) nível básico (Formação Inicial e Continuada – FIC); maquiadora cênica; cuidado de idosos e tecelã, ambas da ação Mulheres Mil do Pronatec; montador e reparador de computador, da ação Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Pronatec. Nesse momento, estão em andamentos os cursos técnicos subsequentes de Tradução e Interpretação de Libras e de Agente comunitário de Saúde.

Conheça o Campus Alvorada

Ano passado iniciou a obra de construção do Campus do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) em Alvorada. A futura sede do IFRS fica na rua Professor Darci Ribeiro, 121, bairro Onze de Abril e será constituída por dois pavimentos, com área de 2.727,02m². Serão oferecidos aos estudantes: biblioteca, salas administrativas, salas de coordenações, espaço de convivência e instalações sanitárias. Com a obra concluída, a instituição deve oferecer cursos técnicos e superiores com capacidade para cerca de 1200 alunos.

O Instituto Federal

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) é uma instituição federal de ensino público e gratuito. Conta com cerca de 15 mil alunos e 180 opções de cursos técnicos e superiores de diferentes modalidades em vários municípios do Estado. Oferece também cursos de pós-graduação dos programas do governo federal.

O IFRS atua com uma estrutura multicampi tendo como um de seus objetivos promover a educação profissional e tecnológica de excelência e impulsionar o desenvolvimento sustentável das regiões. Atualmente, existem campi em Alvorada, Bento Gonçalves, Canoas, Caxias do Sul, Erechim, Farroupilha, Feliz, Ibirubá, Osório, Porto Alegre, Rio Grande, Rolante, Sertão Santana, Vacaria, Veranópolis e Viamão.

Foto: Rafaela Contini/ CCS

Foto: Rafaela Contini/ CCS