Buscando diminuir o alto número de acidentes fatais envolvendo motociclistas, a Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (SMSMU) promoveu nesta quarta-feira (31) uma blitz para conscientizar os motoristas do município. Localizada em frente ao prédio da prefeitura municipal, ponto de grande fluxo de veículos, a equipe de Educação para o Trânsito abordou os condutores das motocicletas para distribuir material informativo.

Um levantamento feito pelo 24º BPM de Alvorada indica que do total de 278 ocorrências de acidentes envolvendo lesões corporais em 180 as motos estavam presentes. Dos 568 veículos envolvidos em acidentes com danos materiais 37 eram motocicletas. Estas estatísticas expressam a realidade que vemos nas ruas.

O movimento denominado Maio Amarelo tem aderência em nível nacional e Alvorada não ficou de fora. Chamar atenção para o alto índice de mortos e feridos no trânsito é a proposta principal. A ação realizada na Av. Getúlio Vargas quer reduzir o número de irregularidades no trânsito cometidas por motociclistas, o que por consequência resulta em acidentes.

Segundo Juarez da Silva, de 51 anos que trabalha como motoboy há 10, quase todos os acidentes que presenciou envolvia condutores jovens. Juarez ainda lembrou que a imprudência é um dos fatores que mais favorecem a alta ocorrência de acidentes de trânsito.

Além da atenção que precisa ser dedicada ao dirigir, cuidados com o estado de conservação do veículo são determinantes quando o assunto é segurança no trânsito. A lubrificação, os pneus e freios fazem parte destes fatores de acordo com Sérgio Luis Azevedo, motociclista há 30 anos. Sérgio cobra também participação mais ativa da iniciativa pública em casos que a impunidade permite aos infratores continuar causando riscos à segurança dos outros motoristas e afirma que a ação realizada pelos agentes da SMSMU é vital para construir um trânsito seguro.

André Borges, diretor do departamento de trânsito da SMSMU reitera a importância da educação dos motoristas para um tráfego pleno e seguro dos automóveis nas vias públicas. “se cada um trabalhar a sua parte teremos um trânsito seguro” Finalizou.

Texto-Foto: Mauricio Velasques / Revisão-Edição: Fábio Medeiros