Alvorada celebrou nesta quarta-feira, 21 de março, o Dia Internacional contra a Discriminação Racial. Entre as ações para lembrar a data, ocorreu uma palestra com a Filósofa Adriana Souza, na Câmara Municipal de Vereadores, promovida pelo Movimento Negro de Alvorada (MNA).

O dia 21 de março marca o manifesto ocorrido em Johanesburgo na  capital da África do Sul, quando mais de 15 mil negros protestavam contra a chamada “lei do passe” que obrigava os negros a portarem cartões de identificação, especificando os locais por onde eles podiam circular.

Durante o protesto no bairro de Shaperville, houve um confronto com as tropas do exército, ocasionando a morte de 69 pessoas e ferindo outras 186.

Em memória a este massacre a ONU (Organização das Nações Unidas) instituiu o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial em 21 de março.

Durante a sua explanação, Adriana comentou que o racismo no Brasil se apresenta, de forma velada, mesmo os negros representam 53% da população brasileira.

Em Alvorada, as ações contra discriminação racial ganharam força a partir de políticas públicas concretas propostas pelo executivo municipal, que se destaca com relevância no senário estadual pela implantação de cotas no último concurso público, realizado pela administração do Prefeito Appolo.

O evento contou ainda com uma belíssima apresentação do grupo de dança, Afro Axé de Lê.

Participaram do evento, Paulo Ramos, Secretário de Governo e Gabinete; Alexandre Lobão, Secretário do Trabalho, Assistência Social e Cidadania; Vladimir Massa, Secretário de Planejamento Urbano e Habitação, Denise Almada, representando o MNA, Vereadores, Jackson do Hospital e Airton Pacheco além da comunidade em geral.

Texto: Fábio Medeiros/Fotos: Magno Derlon