A Biblioteca Pública Municipal através da Secretaria Municipal de Educação (SMED), ciente do seu papel enquanto órgão público e atenta aos movimentos sociais realizou ao longo do mês de junho o movimento Colore, Biblioteca, o ato que reuniu uma série de vídeos em que pessoas da comunidade LGBTQIA+ da nossa cidade apresentaram produtos culturais, artísticos e literários que abordam a diversidade.
O mês de junho é mundialmente conhecido como o mês do Orgulho LGBTQIA+, ou simplesmente #PRIDE para muitos. As comemorações do mês são referentes aos acontecimentos de Stonewall Inn no dia 28 de junho nos Estados Unidos, e que marcaram o início dos movimentos de luta pelos Direitos Humanos das pessoas LGBTQIA+. A inclusão vem sendo uma preocupação constante por parte da Biblioteca Pública, no sentido de promover a acessibilidade na maioria dos seus serviços.
Os vídeos do movimento Colore, Biblioteca tiveram na sua grande maioria a tradução em Libras, e para isso contamos com o apoio intérpretes que voluntariamente realizaram a tradução, são eles: Natália Soares, Juliana Beppler, Gabriel Lemos e Débora Ferreira, nosso muito obrigada. Os agradecimentos também são estendidos ao nosso colega André Bozzetti que realizou com grande profissionalismo a filmagem e edição dos vídeos desse projeto.
Os participantes dos vídeos do movimento Colore, Biblioteca foram incríveis em aceitar a proposta e se dedicaram orgulhosamente, são eles: Junyara Brandão com a leitura do poema do Pastor Henrique Vieira; Leandro Rosa trazendo o seu relato de aceitação e com uma performance artística; Mariana Pinheiro interpretando a música “Malandragem” da Cássia Eller; Kloe Saviñon lendo a história infantil “Monstro Rosa” de Olga de Dios;
Matheus Carvalho concluindo com um informativo histórico mundial e local sobre os movimentos LGBTQIA+.
Agradecemos a todos os convidados, pela disponibilidade, pela entrega de seu trabalho e por embarcarem nessa viagem colorida conosco.