Metroplan promove Audiência Pública contra enchente em Alvorada

A Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) convida a comunidade de Alvorada a participar de uma nova audiência pública sobre o estudo das obras de enfrentamento e combate às cheias. A atividade será realizada na próxima quarta-feira, dia 08 de junho, às 19 horas, no Salão Nobre da Prefeitura. O objetivo da audiência pública é apresentar ao público o diagnóstico de situação do projeto atualmente.

Saiba mais:

O projeto do Dique de Alvorada, no Arroio Feijó, é considerado um dos maiores feitos da história do município. A obra tem cerca de 20 quilômetros de extensão e a previsão de investimentos é na ordem de R$ 228 milhões.

Prefeitura dá assistência a desabrigados no Ginásio Municipal

Devido aos alagamentos em Alvorada, 174 pessoas seguem desabrigadas, sendo 124 no Ginásio Municipal Tancredo Neves. Local em que há 7 dias, a moradora do bairro Nova Americana, Priscila Sales de Oliveira, 21, está abrigada com a família. Priscila está em recuperação cirúrgica, devido a retirada de um tumor na perna direita, e portanto, não pode trabalhar. Apenas com o salário do marido, o auxiliar e ajudante de caminhoneiro, Gean Dubal Pilar,23, não tem condições de custear um aluguel, para acomodar os dois filhos, Guilherme, 4, e Nathalia, 2.  Assim a única alternativa foi recorrer ao abrigo oferecido pelo município.

Já sua sogra, Roselaine Solano,47, o sogro, Nelson Freita,52, e os cunhados, Giliar Pilar,19, Délcio Pilar,10, Juciara Pilar,14, e o sobrinho, Miguel Luz,4, tiveram que deslocar-se de casa pela segunda vez, e novamente estão no Ginásio Municipal. Onde, assim como as demais famílias que foram acolhidas, recebem diariamente quatro refeições(café da manhã, almoço, lanche da tarde, e jantar).

Há também recreação para as crianças com as professoras de Educação Física, Ana Paula Karal, e Kelli Taborda, nos turnos manhã 9h30min às 11h30min, e a tarde 14h às 16h, terças-feiras, quintas-feiras, sextas-feiras e sábados. Os demais dias estão abertos à voluntários que tiverem interesse em colaborar. No Ginásio é disponibilizado o serviço de internet via wifi.

Doações são fundamentais para o auxílio a essas famílias. Estão sendo arrecadados produtos de higiene pessoal, alimentos, roupas de cama, colchões, e fraldas descartáveis infantis e podem ser entregues na Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social – Rua Wenceslau Fontoura, 126.

Prefeitura monta posto móvel para atender população atingida pelas cheias

O município de Alvorada foi afetado por fortes chuvas nas últimas semanas. Um total de 174 pessoas estão desabrigadas. Parte delas foi acolhida no Centro Profissional Anísio Teixeira (rua Wanceslau Fontoura, n°558) – que abriga 50 pessoas – e as outras 124 estão abrigadas no Ginásio Municipal Tancredo Neves. O número de desalojados é de 3040 pessoas, que buscam abrigo na casa de amigos e familiares.

Entre os bairros atingidos estão Americana, Nova Americana e Vila Barcelos, havendo 76 ruas cobertas pelas águas, totalizando 10.984 pessoas atingidas em todo o município. A Prefeitura de Alvorada montou um posto móvel, localizado no encontro das ruas Itararé e Anita Garibaldi. No local há uma unidade móvel de saúde que realiza orientação médica, curativos, Teste de glicose,medição da pressão arterial, exame HGT – teste de glicose – vacinas contra a gripe e antitetânicas. Em média são realizados 50 atendimentos por dia.

No local, a Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social está com um posto de atendimento, no qual é feito o encaminhamento de atestado de trabalhos, que comprovam que o morador que solicitou o serviço foi atingido pelos alagamentos. O Ônibus da Cidadania também esteve no local durante a última semana. A extensão da Loja Social – que efetua a distribuição de roupas e acessórios de forma itinerante – ficou no posto móvel até o último domingo e ontem, dia 19 de outubro, esteve presente na Vila Barcelos, onde realizou a distribuição de roupas e acessórios.

Um dos moradores da Americana que utiliza os serviços do posto Móvel é o aposentado José Paulo Bandeira, de 62 anos que destacou a presença da unidade móvel de saúde: “É bem legal essa iniciativa, eu uso a unidade pra medir a pressão, glicose. Eu e minha companheira na verdade. Gosto também porque deixa a gente mais tranquilo, por conta da situação que estamos passando”.

Por conta da situação que o município esta passando, a Prefeitura de Alvorada solicita a  doação de alimentos não perecíveis, material de higiene e limpeza, fraldas descartáveis infantis e geriátricas, cobertores, colchões, roupas de cama e toalhas de banho. Os donativos devem ser levados para a Central de Doações na Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social, (rua Wenceslau Fontoura, nº 126, Nova Americana).

Prefeitura acompanha estudos de concepção das obras de contenção das cheias

A primeira etapa consiste na medição e no diagnóstico do Arroio Feijó

 

Desde o final de maio, o município conta com os estudos de concepção e anteprojeto de engenharia de Proteção contra as cheias do Rio Gravataí e afluentes em Alvorada e Porto Alegre. Essa primeira etapa do processo, prevista para encerrar em novembro, foi prorrogada em função do grande volume de chuva nos últimos meses. Conforme a engenheira da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), Paula Pinto, o trabalho inicial deve seguir até fevereiro de 2016.

Os estudos, realizados ao longo do Arroio Feijó, englobam os serviços de diagnósticos e levantamento de campo, como topobatimétricos (que visa determinar a modelagem do relevo do terreno submerso), aerofotogramétricos (que visa determinar a modelagem do relevo do terreno não submerso) e o perfil do Rio Gravataí e de arroios vizinhos. As primeiras impressões, dos engenheiros da Metroplan, apontam para a construção de um dique. Essa obra deve conter as cheias que costumeiramente, quando ocorrem fortes precipitações, atingem os moradores dos bairros Americana, Nova Americana, Vila Barcelos, entre outras localidades.

O Plano Nacional de Gestão de Riscos e Respostas a Desastres Naturais, que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC2), contemplou o Estado do Rio Grande do Sul, por meio da Metroplan, em 2012 com os recursos do Ministério das Cidades. A verba é destinada para construir uma obra de prevenção de cheias nos municípios atingidos. Os trabalhos estão divididos em três fases. A primeira etapa: estudos de concepção e anteprojetos de engenharia; a segunda etapa: estudos de impacto ambiental e simulações de cheias e a terceira etapa: projeto executivo e execução da obra.

O projeto do Dique de Alvorada, no Arroio Feijó, é considerado um dos maiores feitos da história do município. A obra tem cerca de 20 quilômetros de extensão e a previsão de investimentos é na ordem de R$ 228 milhões.

Saiba mais:

  • No dia 1º de julho de 2015, a Prefeitura de Alvorada, Metroplan e STE – Serviços Técnicos de Engenharia S.A apresentaram o cronograma de trabalho para a realização do projeto popularmente conhecido como Dique de Alvorada.
    As etapas da obra foram explicadas para a comunidade durante audiência pública promovida no gabinete da Prefeitura de Alvorada.
  • Quinzenalmente um grupo de trabalho faz reuniões para discutir o andamento dos estudos para o projeto. Depois da definição de qual projeto de engenharia será feito, será possível precisar o prazo da obra.
  • Dique é uma obra de engenharia que tem como finalidade de manter determinadas localidades fora de risco contra inundações. Ou seja, de impedir a passagem de água de mares, lagoas ou rios para porções secas, geralmente cidades ou estradas. Sua estrutura pode ser de concreto, de terra ou de enrocamento (pedras).

 

Atualização dos alagamentos em Alvorada

Jonas Berzagui

Jonas Berzagui

Alvorada ainda sofre com os alagamentos. Conforme a Defesa Civil de Alvorada, até essa quinta-feira, dia 8 de outubro, 10 ruas seguem alagadas, entre os bairros Americana, Nova Americana e Vila Barcelos. A Defesa Civil está atenta em virtude da previsão de 330 milímetros de chuva para os próximos nove dias. O Arroio Feijó permanece em seu leito devido ao desassoreamento realizado em setembro.

A enchente levou parte da população a buscar abrigo na casa de amigos e familiares. Até hoje, 50 pessoas permanecem desalojadas. Além disso, 14 pessoas, que não tiveram possibilidade de buscar abrigo junto da casa de parentes,  continuam na Escola de Capacitação Anísio Teixeira (rua Wenceslau Fontoura, 556, esquina com a rua Itararé, no Bairro Nova Americana).

Alagamentos em Alvorada: Defesa Civil informa sobre áreas atingidas pelas chuvas

A Defesa Civil de Alvorada apresenta relatório atualizado sobre a situação das cheias no município. Até às 18 horas desta quinta-feira, dia 24 de setembro, oito famílias desabrigadas, que não tiveram alternativa de buscar abrigo junto da casa de parentes, foram deslocadas para a Escola de Capacitação Anísio Teixeira (rua Wenceslau Fontoura, 556, localizado no bairro Nova Americana). Além de 32 famílias desalojadas. Cerca de 15 ruas já foram atingidas pelo alagamento, divididas entre os bairros Americana, Nova Americana e Vila Barcelos.

Na noite de ontem, dia 23 de setembro, a situação da cidade e o plano de ação para enfrentar os alagamentos foram apresentados para a comunidade. O Conselho da Cidade e a Defesa Civil de Alvorada reuniram-se, de forma extraordinária, no Salão Nobre da Prefeitura. A reunião foi convocada terça-feira, em virtude da quantidade de chuva que atinge o município desde a última semana. Na oportunidade, o Prefeito alertou para a necessidade de prontidão uma vez que a situação possa agravar-se.

O desassoreamento do Arroio Feijó já retirou mais de 15000m³ de areias e resíduos, que equivalem a carga de 1000 caminhões desde que iniciou sua operação no dia 1º de agosto. O trabalho realizado pela escavadeira hidráulica minimizou os impactos da quantidade de chuva dos últimos dias.

Saiba mais:

Obra do Dique está na primeira fase

Popularmente conhecida como Dique de Alvorada, a obra está em sua primeira fase. Em andamento desde o final de maio, a primeira etapa consiste nos estudos e relatório de impacto ambiental referentes ao anteprojeto de engenharia. Esse trabalho deve ocorrer no período de seis meses, quando a partir daí vão ser definidas as obras contra as cheias do Rio Gravataí e afluentes, em Alvorada e Porto Alegre. Conforme o engenheiro da STE, Jaime Gomes, o cronograma de ações consiste no plano de trabalho (já aprovado e apresentado para a Metroplan), levantamento de dados, levantamento de campo, diagnóstico, estudos de concepção, anteprojetos de engenharia, projeto de trabalho socioambiental e plano de ação.

Quinzenalmente o grupo de trabalho, formado pela Metroplan, Comitê da Bacia do Rio Gravataí, Prefeitura de Alvorada, Prefeitura de Porto Alegre e STE, faz reuniões para discutir o andamento dos estudos para o projeto. Depois da definição de qual projeto de engenharia será feito, dique, casas de bombas, entre outros, será possível precisar o prazo da obra. Além disso, também está previsto aproximadamente um semestre para realização dos estudos ambientais.

Defesa Civil distribui panfleto informativo aos moradores dos bairros atingidos pelas cheias

A Defesa Civil de Alvorada está distribuindo panfletos informativos aos moradores que residem nos bairros Americana, Nova Americana e Vila Barcelos, em locais que foram alagados durante as cheias de julho. O panfleto vêm com os telefones úteis da Defesa Civil, 3044-8687; Brigada Militar, 190 e Corpo de Bombeiros, 193. A atividade tem por objetivo orientar os moradores em caso de cheias. Além da orientação, a Defesa Civil auxilia a remoção de famílias, encaminhamento para abrigos e organiza as ações de atendimento às famílias atingidas pelas cheias.

A Prefeitura recebeu alerta de chuvas prolongadas da Defesa Civil estadual que se confirmaram com as chuvas que atingiram o município desde a última semana. Nesta quarta-feira (23), ocorre reunião extraordinária do Conselho da Cidade e Defesa Civil que vai informar a comunidade como a Prefeitura está organizada para enfrentar as futuras cheias e relatar a atual situação monitorada pela Defesa Civil.

No momento, a água atingiu somente três casas que ficam localizadas na parte mais baixa da várzea na rua Marquês do Pombal, no bairro Americana. Desde ontem, a Defesa Civil atende a comunidade pelo telefone 3044. 8687.

Foto: Ivan Júnior / CCS

Cai número de Desabrigados

Segundo a coordenação da defesa civil de Alvorada algumas famílias iniciam retorno para suas casas. Embora o nível da água tenha baixado 60 centímetros, não ocorreu uma mudança significativa na situação da cidade. Atualmente a Prefeitura de Alvorada acolhe 197 pessoas desabrigadas.

A Defesa Civil não registra grande movimentação de pessoas retornando para suas residências, tendo em vista que a redução de água mantém a área de atingidos em torno de 11.700 pessoas. A maior parte das pessoas afetadas permanecem em suas residências e continuam precisando de apoio com água, alimentos não perecíveis, fraldas descartáveis, lenços umedecidos, roupas de cama, colchões, toalhas de rosto, toalhas de banho, panos de prato e copos descartáveis.

Kits dormitórios são entregues à população desabrigada pelas cheias

A Prefeitura de Alvorada em parceria com a Defesa Civil organiza operação para a distribuição de “kits dormitórios” (colchões, lençóis, travesseiros, fronhas e cobertores) aos atingidos pelas cheias. Na manhã desta segunda-feira (27/07), foram distribuídos 64 conjuntos no Centro Municipal de Atendimento Especializado (CMAE). O CMAE também está fornecendo kits alimentícios, água potável e fraldas descartáveis.

Desde a semana passada foram montadas bancas na Rua Wenceslau Fontoura (ao lado do Ginásio Municipal Tancredo Neves) para a distribuição de roupas. São cerca de 20 mil peças de roupas doadas por dia. Além disso, a Loja Social e o Ônibus da Cidadania também vêm mantendo seu trabalho social e cidadão no auxílio à população. Hoje, o veículo encontra-se no bairro Santa Clara, um dos locais mais atingidos pelas enchentes.

Atualmente, Alvorada registra um total de 11,7 mil pessoas atingidas devido às chuvas dos últimos dias, sendo 204 desabrigados e 2.911 pessoas desalojadas. Desde o último dia 20 de julho, o município encontra-se em situação de emergência.

COMO AJUDAR:

As doações estão sendo concentradas no Ginásio Municipal Tancredo Neves (Avenida Presidente Getúlio Vargas, 3290, bairro Sumaré). A prioridade para o momento são água potável, alimentos não-perecíveis, fraldas descartáveis e lenços umedecidos. Pessoas que queiram atuar como voluntários devem se apresentar ao Ginásio Municipal, na banca da Balada Segura.

COMO SE VOLUNTARIAR:

Para se voluntariar é necessário seguir até o Ginásio Municipal Tancredo Neves (Avenida Presidente Getúlio Vargas, 3290, bairro Sumaré) e lá será direcionado para alguma ponta de trabalho que está sendo realizado no local, como a preparação dos alimentos e organização das doações. O contato com a Defesa Civil de Alvorada pode ser feito pelo telefone: 3044-8686.

Posto Avançado na Americana atende atingidos pelas cheias

A Prefeitura Municipal de Alvorada continua com um Posto Avançado de Atendimento, no bairro Americana, desde a última quarta-feira (15/07). O Posto Avançado, localizado na esquina da Rua Itararé com a Rua Anita Garibaldi, conta com uma Unidade Móvel de Saúde, Defesa Civil e um posto da Assistência Social.

A Unidade Móvel de Saúde já vacinou mais 500 pessoas com a vacina contra a gripe e antitetânica, mais de 150 atendimento serviços básicos de enfermagem, como curativos e nebulização e medição arterial. Os casos mais graves são encaminhados para os PAMs. O posto da Assistência Social está emitindo declarações de liberação de trabalho e escolar. Equipe da Defesa Civil, bombeiros e voluntários utilizam embarcações para distribuir alimentos, mantimentos e água às pessoas que permanecem em suas residências nas áreas alagadas.

Alvorada registra um total de 11,7 mil pessoas atingidas, 204 desabrigados e 2,5 mil pessoas desalojadas. O monitoramento na cidade, que decretou situação de calamidade por falta de água, que tornou ainda mais grave a situação de atingidos pelos alagamentos em Alvorada.

 COMO AJUDAR:

As doações estão sendo concentradas no Ginásio Municipal Tancredo Neves (Avenida Presidente Getúlio Vargas, 3290, bairro Sumaré). A prioridade para o momento são água potável, alimentos não perecíveis, fraldas descartáveis e lenços umedecidos. Pessoas que queiram atuar como voluntários devem se apresentar ao Ginásio Municipal, na banca da Balada Segura. O contato com a Defesa Civil de Alvorada pode ser feito pelo telefone: 3044-8686.