Na manhã desta sexta-feira (29), aconteceu no (Società), Sociedade Italiana de Alvorada, a abertura do 1º seminário de Prevenção as Drogas e Saúde Mental do Município de Alvorada. Estiveram presentes compondo a mesa das autoridades a secretária municipal de saúde (SMS) Neusa Abruzzi, neste ato representando o prefeito José Arno Appolo do Amaral, o secretário de trabalho assistência social e cidadania (SMTASC) Alexandre Rodrigues, a secretaria municipal de educação (SMED) Neuza Machado Teixeira, o presidente da OAB seccional de Alvorada Valmor Freitas, o presidente do conselho municipal sobre drogas de Alvorada (COMAD) pastor Isaias dos Santos, vereador Jackson do hospital e o vereador de São Leopoldo Julio Galperin.

O Seminário faz parte da programação da 20º edição da Semana Nacional de Políticas sobre Drogas que acontece entre 19 e 26 de junho em âmbito nacional. O Departamento Municipal de Direitos Humanos através do Conselho Municipal sobre drogas de Alvorada (COMAD) tem por objetivo principal a conscientização e a mobilização da sociedade no que diz respeito aos problemas e as atividades de redução das demandas e ofertas de álcool e outras drogas.
Na oportunidade a secretaria municipal de saúde Neusa Abruzzi, salientou a importância desse trabalho de prevenção e suporte as famílias.

Em uma reunião, estávamos eu e o secretário Alexandre Lobão, discutindo sobre um projeto, (criança feliz), debatíamos se o Município ia aderir ou não, pois hoje já temos o Programa Primeira Infância Melhor (PIM). O (criança feliz) atende crianças de zero aos seis anos. Dessa forma começamos a dar os valores para eles, os valores sociais, familiares e pessoais, pois quando entrarem na escola encontrarão um mundo totalmente diferente, e eles tem que estar preparados para isso. Essa é a nossa missão! Chegamos ao consenso que sim: Vamos aderir!

O engajamento dos participantes no seminário confirmou a visão de que a prevenção deve funcionar como fator básico no enfrentamento ao problema do consumo de drogas. E que, sem dúvida, o álcool por ser fácil de ser encontrado e comercializado licitamente, é uma porta aberta a drogas de maior efeito danoso aos jovens e comunidade em geral.
Neuza Abruzzi, terminou sua fala com a seguinte frase:

Eu acredito que se todos nós abraçarmos essa causa vai dar resultado. Mas se um desistir e se sentir cansado já vai fazer falta. Temos que permanecer fortes!

Na ocasião estiveram presentes também o sargento Castro representando o comandante do 24º BPM de alvorada, o Tenente-Coronel da Luz, a diretora dos diretos humanos Lúcia Heibutke uma das organizadoras do seminário e representando o Conselho Municipal de Saúde (CMS) Sandra Leon.

Texto: Carina Soares/ Revisão e Edição: Celso Dornelles/ Foto: Magno Derlon