Com o objetivo de ajudar as pessoas a se livrarem do vício do cigarro, a Secretaria Municipal da Saúde realizou dia 6 de junho, no PAM 8, atividade em alusão ao Dia Mundial Sem Tabaco, que é comemorado dia 31 de maio.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 7 milhões de pessoas morrem todo o ano em decorrência do tabaco. Pior do que esse total é o número de fumantes passivos que também morrem: 900 mil. Para conter esses índices, a OMS chama a atenção da população para esta data.

Na oportunidade pacientes e técnicos do PAM 8 celebraram a data em atividade composta pela coordenadora do Programa de Combate ao Tabagismo, assistente social Stela Maris Turki Dimitrof; a coordenadora do PAM 8, enfermeira Luciana; Dr Carlos Braga; psicólogas Adriana e lara; que fizeram um breve relato sobre dependência química, grupos cognitivo-comportamental como tratamento para os fumantes, benefícios para a saúde, estatística estimada do número de usuários em abstinência.

Foram entregues medalhas aos pacientes em abstinência que prestaram deus depoimentos ressaltando a importância de motivar familiares e amigos a pararem de fumar.
Para José Barbosa, 64 anos, participante do grupo anti-tabagismo há 8 meses, o apoio do programa foi fundamental para ajudá-lo a abandonar o vício do cigarro, trazendo uma mudança significativa em sua vida.

A Secretaria da Saúde, Neusa Abruzzi, reforçou a importância do tratamento e qualidade de vida dos usuários que estão parando de fumar ou já conseguiram. “Parar de fumar não é uma decisão fácil, mas, é necessária. É fundamental nesse momento o apoio de familiares e amigos para o dependente livrar do tabaco”, afirmou

Texto: Fábio Medeiros/Fotos: SMS