Na manhã desta quinta-feira (03) aconteceu na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Alvorada o 53º Fórum Intersetorial de redes, para debater abuso sexual na vida de crianças e jovens.

O encontro aberto à profissionais da rede municipal abordou assuntos como orientação familiar, indicação profissional, consequências emocionais e como o adulto deve agir após receber relatos de abuso.

Conforme a lei 13.431/17 os órgão de proteção devem realizar a escuta especializada, limitada ao relato estritamente necessário para o cumprimento de sua finalidade e, em seguida, deverão comunicar às autoridades competentes.

O abuso sexual é qualquer forma de contato e/ou interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual.

Participaram representantes das secretárias de Saúde, Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Educação, poder judiciário , além de assistentes sociais do Hospital de Alvorada.

Texto e fotos: Endyel Costa / Edição e revisão: Alexandre Ramos