Nota técnica: Escorpiões

09/11/2018

Considerando a recente presença do escorpião amarelo (Tityus serrulatus) em alguns bairros de Porto Alegre, a Secretaria da Saúde do Município de Alvorada informa que, até o momento, não foi oficialmente registrada a presença do animal no município, tampouco houve notificação de acidentes. No entanto, devido à proximidade geográfica e ao intenso fluxo de pessoas e meios de transporte entre os 2 municípios, é de suma importância informar a população e divulgar as medidas preventivas.

A espécie de escorpião já registrada em Alvorada é o escorpião preto (Bothriurus bonariensis) cujo veneno é considerado de baixa toxicidade, e o principal sintoma é dor local podendo ocorrer reações alérgicas. Já o escorpião amarelo é causador de acidentes de interesse médico, pois inocula veneno com ação neurotóxica, podendo causar acidentes graves, até a morte, indicando especial atenção a crianças de 0 a 9 anos de idade, idosos e imunocomprometidos. Em caso de picada por escorpião amarelo, a vítima deve ser levada com urgência ao HPS-Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, para tratamento com soro específico. O atendimento deverá seguir classificação de risco VERMELHA.

Hábitos

Escorpiões são animais noturnos e costumam habitar locais frescos e escuros, como frestas de parede, pedaços de madeira, restos de construção, entulhos, ralos, esgotos, caixas de gordura, tanques, encanamentos, buracos no assoalho,
forros de madeira, terrenos baldios, lixo, dentro de calçados, caixas com verduras, legumes e frutas, roupas, camas, travesseiros e cortinas. Seu principal alimento são as baratas. São mais ativos durante os meses quentes do ano.

Medidas de Controle

As principais medidas de controle de escorpiões são a limpeza periódica de terrenos, evitando acúmulo de materiais de construção, pedras, folhas, galhos e outros lixos que possam se acumular, pois estes locais podem atrair muitos insetos, fazendo com que os escorpiões apareçam à caça destes.

Grande parte dos escorpiões que entram nas casas vem pelas redes de esgotos, onde existe grande quantidade de insetos, que servem de alimentos para eles. Vedar ralos, caixas de gordura, e tanques são medidas que devem ser tomadas para evitá-los.

O uso de venenos não é indicado, pois irrita e desaloja os escorpiões, aumentando o risco de acidentes. Deve-se eliminar a fonte de alimento (principalmente as baratas) e reforças as medidas de prevenção e controle.

Prevenção:


Sacuda e examine os calçados e roupas antes de usar;

–  Mantenha limpos os locais próximos às residências (evite acúmulo de lixo, entulhos
e materiais de construção);

Não coloque mãos ou pés em buracos, montes de pedras ou lenha;

Use sempre calçados e luvas nas atividades de jardinagem ou hortas;

Use telas e vedantes em portas e janelas;

Crie aves domésticas (predadores naturais) em zonas rurais;

Vivo ou morto nunca toque diretamente com as mãos.


Caso visualize o escorpião amarelo, informe o Setor de Zoonoses e Vetores/SMS. Se o animal for capturado ou morto, entregue-o para a correta identificação e adoção das medidas de controle.

Escorpião preto

Escorpião amarelo

Informações

SMS Setor de Zoonoses e Vetores: 3411-8016