fbpx

Com ampla participação da comunidade a 1ª Feira de Afro Negócios de Alvorada realizada no último sábado(20), na Praça Central mostrou o potencial da cultura negra, das tradições africanas e do combate à intolerância.

A cerimônia  de abertura contou com a presença do vice-prefeito Valter Slayfer, que parabenizou o Movimento Negro de Alvorada, pela iniciativa de resgatar a autoestima e a cultura afro da cidade.

O Movimento Negro de Alvorada(MNA), responsável pela organização da Feira proporcionou aos munícipes um ambiente festivo com gastronomia, literatura, artesanato, moda e beleza além de atrações artísticas. Esta feira evidencia a importância da pluralidade religiosa que existe no município de Alvorada e eleva o valor da cultura negra da cidade.

A celebração na Praça Central serviu para manter vivos os valores das culturas de raiz africana que tanto agregaram na construção da identidade brasileira. A maioria dos expositores buscou na ancestralidade religiosa a inspiração para as obras apresentadas no evento.

Cerca de 15 expositores estiveram na Feira, alguns de renome como é o caso de Jorge Kawo que levou suas esculturas em madeira. Todo trabalho deste artesão é fundamentado na história de entidades religiosas, mais especificamente da Umbanda. Jorge faz exposições e decorações temáticas há mais de 10 anos e disse que foi a primeira vez que participou de um evento com tamanha dedicação às culturas Afro. Além de artesãos conhecidos a Feira deu oportunidade aos pequenos empreendedores do ramo cultural no município.

A loja Kolofé esteve no evento expondo roupas e acessórios tradicionais africanos, com itens vindos diretamente da África. Havia também um estande montado pelo Grupo Kizomba, que tem grande expressão no município. Neste último, três expositores de iniciativas diferentes mas abrangidos pelo Kizomba apresentaram seus trabalhos.

Sandra Chagas, coordenadora do Grupo de Cultura e Dança Afro Axé de Lê que já fez mais de 430 apresentações, afirmou que jamais esteve em um evento semelhante e que esta Feira foi bem sucedida em sua proposta de manter viva a cultura negra. Finalizou parabenizando Denise Almada e o secretário-geral Paulo Ramos pela organização primorosa do evento.

A festa não parou em momento algum, a agenda estava repleta de atrações. As apresentações artísticas ficaram por conta de músicos, alunos da rede pública de ensino e uma escola de samba. Grupo de Dança Afro Axé de Lê, Preta Guedes, Projeto jovens Talentos, Trio Conecsom, Claudinha Guedes são apenas alguns dos nomes que estiveram no palco.

Ainda falando sobre as atrações do evento, a Vó Chica agraciou a Feira com sua presença. Pra quem não sabe Vó Chica é um boneco de quase 2 metros e meio que homenageia Maria Francisca Gomes Garcia, que vinda de Tapes se estabeleceu na Vila Safira nos anos 40. Vó Chica, como era conhecida viveu até os 107 anos de idade era parteira e benzedeira além de uma liderança da comunidade local. Hoje a representação em forma de boneco serve para dar visibilidade ao Projeto com o mesmo nome funado por Claudio Costa.

A Secretaria de Educação(SMED) marcou presença no evento montando um cinema na feira. No espaço destinado à esta atividade a equipe pedagógica da SMED exibiu filmes e documentários, dentre eles: Kiriku e a Feiticeira, uma animação francesa que retrata a narrativa épica de uma tribo africana. Além desta animação foram exibidos outros filmes, todos escolhidos por semelhança ao tema Africanidades. O espaço ainda foi utilizado para incentivar a leitura, aproveitando a presença de alunos da rede municipal de ensino o Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado (CEMAEE) disponibilizou literaturas de gêneros diversos para as crianças.

Aqueles que prestigiaram a Feira tiveram à disposição serviços prestados por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Enfermeiros realizaram medição de pressão arterial, entregaram material informativo sobre anemia falciforme e distribuíram gratuitamente preservativos femininos e masculinos.

A feira contou ainda com a presença e apoio do Diretor-Geral dos Correios, Jorge Luiz Andrade Oliveira, Denise Almada representante do Movimento Negro de Alvorada, Além dos secretários municipais: Secretário Geral de Governo e Gabinte , Paulo Ramos; Secretário de Cultura e Esporte: Alcides Bolico; Secretário de Desenvolvimento Econômico, Newton Zanino; Secretária de Educação, Neuza Machado Teixeira; Secretário da Fazenda, Marcelo Machado; Secretário de Obras e Viação, Valdemir Martins; Secretário de Planejamento e Habitação, Vladimir Massa; Procurador Geral do Município, Mauro Bestetti Otto; Secretária de Saúde, Neusa Abruzzi; Secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, Sérgio Coutinho;  Secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Alexandre Lobão, e comunidade em geral

Texto: Mauricio Velasques / Revisão-Edição: Fábio Medeiros / Celso Dornelles/ Vídeo: Fábio Medeiros  /   Fotos: Magno Derlon